- POR QUE MINHAS PEÇAS NÃO PASSARAM NA CURADORIA? -

Calma! A RAMBLAS te ama e aqui a gente te conta sobre o processo de seleção das peças.

Sabe quem é a primeira pessoa a fazer a curadoria? Você! O processo do desapego começa com o seu olhar sobre toda a trajetória que a sua roupa vai fazer até encontrar uma nova ou um novo dono. Antes de colocar todas as suas peças sem critério algum em uma sacola e levá-las a um brechó, que tal você mesma falar “epa, pera aí, será que isso aqui faria sentido em um brechó?”. Com as peças pré-selecionadas, se liga nas dicas que separamos pra você não se chatear no processo. A RAMBLAS te ama muito e aqui te contamos por que algumas peças não são selecionadas para o acervo!


fonte imagem: Pinterest


1. Estilo


Eu sei que pra muita gente brechó ainda é um lugar de descarrego. Pra uma galera ainda é aquele lugar certo pra “dar um fim a essas peças”. Então, calma aí, senhora, esse mercado deu uma mudadinha nos últimos anos e tem brechó pra tudo quanto é gosto! Aliás, um parêntese aqui (se você quer dar um fim às suas peças sem visar receber uma graninha de volta, rola de doar para bazares de igrejas e fazer muita gente feliz por lá). :)

Bem, se você não tá procurando doar as suas peças e quer levar pra algum brechó da sua city, fica ligada no estilo de brechó. Se esse brechó tiver rede social, já é meio caminho andado pra você – pelas próprias postagens do dia a dia você já vai dar uma sacada no estilo do brechó e das peças que tem no acervo. Por isso, amada, siga o seu brechó do coração (que pode ser mais de um, claro). E se o seu brechó tiver espaço físico, melhor ainda! Passa lá, conhece o acervo de perto, vê a qualidade e o estado das peças e, claro, o estilo delas.

Frequentemente aqui na RAMBLAS, recebemos clientes que dizem “tenho uma peça assim-assada novinha, nunca usada, vou deixar aqui pra vender”. Mas olha, não se chateie, nem sempre a sua peça assim-assada-zerada tem a ver com o nosso estilo. Eu sei que é muito subjetivo falar isso tudo e que, no final das contas, só depois da curadoria é que você vai saber o que certo brechó procura. E ah, não se preocupe, que a gente também quer te ajudar: sempre que podemos, indicamos outros brechós parceiros pra você dar uma segunda chance às sua peças. Sem casa elas não ficam!

De cara, já damos algumas dicas sobre o que não selecionamos aqui na RAMBLAS: calças de cintura baixa, peças muito datadas, ou seja, aquelas que foram moda passageira, pura tendência num passado remoto e que hoje já não faz muito sentido, peças girly (vestidos e saias rodadinhas), peças tomara-que-caia e mula-manca normalmente também não fazem muito sucesso no acervo.


Então, retome essa pergunta mais uma vez: será que essa peça que eu tô levando pra curadoria faria sentido nesse brechó? Pronto, pergunta respondida, peças separadas, agora é só se preparar para o próximo passo!

2. Estado de conservação e higienização


Bem... essa é relativamente fácil e nada mais é do que um sentimento de empatia que você pode ter. Basta você se perguntar (desapego é praticamente um processo de autoconhecimento também rs): eu gostaria de ver essa peça nesse estado em um brechó? Sejamos justas com toda a nossa comunidade, né? Assim como a senhorita gosta de encontrar as peças limpinhas em um brechó, outras senhoritas também gostam <3

Mas vocês não lavam as peças antes? Não, não lavamos as peças consignadas (somente as que garimpamos), porque absolutamente nenhum brechó (que eu conheço) tem estrutura pra isso – haja água e sabão! Excepcionalmente, podemos lavar depois que a peça já esteja consignada e caso tenha ocorrido de ela ter sujado sob nossa responsabilidade. E, mais uma dica de ouro, especialmente agora em tempos de coronga: após adquirir alguma peça, seja ela nova ou usada, lave-a; essa peça fez um longo caminho até chegar a você!

Então, love, se a sua peça não estiver devidamente higienizada, grandes chances de ela não passar em uma curadoria! Meninas, cuidado especial com os maiôs e bodies, hein?

3. Tecido


O tecido normalmente está ligado à qualidade da peça. Aqui na RAMBLAS, ao fazer a curadoria, tem sempre aquela nota mental grudada em nosso cérebro “a peça tem que ter personalidade”. E isso tem muito a ver também com o tecido dela. Mentaliza uma saia mídi de linho e uma saia mídi 100% poliéster. Mesmo corte, mesma modelagem. Adivinha qual tem mais chances de ser vendida? Bem, tem uns tecidos que a gente não entende por que o fabricante se deu o trabalho de produzí-lo. É bom tocar um tecido gostosinho, né?

4. Potencial de venda


Cada curadoria é sempre um aprendizado. Pra chegar até aqui, já erramos muito em curadorias, viu? E continuamos errando e aprendendo, claro. Mas, ao longo dos anos, além de termos aprendido um pouco mais sobre o que o nosso público consome, o mais importante foi ter aprendido o que ele não consome. E olha, não adianta insistir. Tem peças que são legais, que a gente lança toda nossa confiança nela, mas não saem de jeito nenhum. E por que isso? É claro que o potencial de venda é a junção de todos os fatores que a gente tá listando aqui e isso tem muito a ver com o consumidor final. Mas as pessoas vão em busca de peças para se encantarem por elas, as peças têm de causar um desejo interno nelas e, mais uma vez, a gente fala em "peças com personalidade". Além disso, a gente tem que selecionar peças no acervo que sejam financeiramente interessante para ambas as partes, brechó e consignante: já pensou na logística toda pra vender uma peça de R$5,00, por exemplo? A conta não fecha, né... O meu conselho de coração é: desapega e doa com amor esse tipo de peça. Melhor dar espaço pra aquelas que têm mais chances de achar uma nova dona ou um novo dono por aqui, certo?

5. Estoque da mesma peça


Como todo estoque, existem peças que têm saída mais rápida e outras que demoram um pouco mais pra serem vendidas. E sobre essas últimas, a gente tem que dar muita atenção. A gente também acredita muito no potencial delas, mas isso é o que é chamado de tentar a sorte na curadoria: é quando a gente já sabe que há grandes chances de essa peça permanecer por mais tempo no estoque, até alguém se interessar por ela. Então, é timing mesmo; melhor esperar o tempo certo pra selecioná-la e aumentar o seu potencial de venda. A gente não quer que a sua peça seja só mais uma dentre tantas iguais!

6. Estação do ano


Apesar de, no geral, selecionarmos todo o tipo de peça independente da estação do ano, muitas peças a gente não consegue selecionar por entendermos também que há grandes chances de não serem vendidas (casacos de inverno pesados, por exemplo). O jogo é fácil: no verão, damos mais prioridade a peças mais leves e no inverno, damos mais prioridade a peças mais quentinhas. Mas no geral a gente não se apega muito a estações e datas específicas e preferimos ter peças de todos os estilos durante o ano todo - tudo na dosagem certa, claro! 

7. Não temos acervo de luxo


Provavelmente você também prefere consumir em brechó devido aos preços mais acessíveis, certo (mas olha, isso não é uma verdade absoluta e já fizemos um post sobre precificação no nosso Instagram, confere aqui). Mas, de uma maneira geral, nosso público também busca por peças com uma média de preço mais baixa – a média consumida em nosso brechó é de R$45 por peça. Esse é o nosso público e é nele que a gente mira também ao fazer a curadoria. A gente também baba em peças de marcas de luxo e entende todo o valor que existe por trás delas, no entanto existem outros tipos de brechó que focam nessas peças e que trabalham com esse tipo de público. Aqui na RAMBLAS já experimentamos ter peças com valores mais altos e que raramente ou nunca tiveram saída – direcionamos também os donos dessas peças a esses brechós!


Pronto! Agora que você já tá ligada no passo-a-passo da seleção, que tal você olhar com carinho para as peças que vai desapegar, fazer a sua própria seleção e mandar pra nossa próxima curadoria, hein? Te esperamos por aqui! <3

87 visualizações
LOJA FÍSICA

Nossa marca nasceu no Rio, mas nos mudamos para Brasília, onde abrimos nossa loja física. Brechó + Pocket Bar + Tabacaria. Estamos na CLN 411 Bloco C Loja 70.

HORÁRIOS

Seg à Sex: 11h às 20h

​Sáb: Fechado - estamos na rua produzindo!

QUERO RECEBER NOVIDADES RMB!
TENHO DÚVIDAS
  • @ramblasrio
  • facebook/rmbrio
  • ramblastv

© 2023 by Prickles & Co. Proudly created with Wix.com

0